Caderno de confidências virtual... :D


Matando a saudade daqueles caderninhos que a gente assinava na época de escola, montei um bem maneiro inspirado na diva Lalinha de Confissões de Laly e incrementei com outros que achei na net. Ficou bem comprido, mas quem quiser assinar, basta copiar, apagar o que eu escrevi e responder. :D

Nome? Laly Antunes Moraes.
Idade? 30.
Residência? Guaratuba.
Olhos? Castanhos.
Cabelos? Castanho-escuros.
Altura? 1,65 m
Peso? 52 kg.
Destro ou canhoto? Destra.
Marca de nascença? Não tenho.
Ascendência? Portuguesa.
Signo e ascendente? Capricórnio, com ascendente em Aquário e Lua em Câncer ou Caranguejo (para quem é de Portugal).
Apelido? Leoa ou Lalinha.
Sapatos que usou hoje? Minha rasteirinha.
Fraquezas? Dentre as possíveis de serem ditas, brigadeiro, aquele que a Fernanda prepara tão bem e fica atiçando com a colher.

Medos? Tenho medo de quem se diz “normal”. Em maior ou menor proporção, todos somos um pouquinho malucos.
Objetivos que gostaria de alcançar? Ser mãe num futuro próximo, publicar mais um livro de contos e fazer uma viagem internacional.
Frase que mais usa no MSN (ou whatsapp)? Prefiro conversar olho no olho.
Melhor parte do corpo? Boca, assim posso beijar muito. E olhos, para despir a alma, depois o corpo.
Pepsi ou Coca? Assim é difícil.
McDonald’s ou Bob’s? Bem, os dois.
Café ou cappuccino? Café.
Fuma? Nãooo, nem pensar. ODEIO cigarro.
Palavrão? Falo, e daí?
Perfume? Gosto de essências cítricas que indiquem o quanto eu amo o verão e não é à toa, eu nasci num lindo verão de 1973.
Canta? Não profissionalmente. Sou melhor escrevendo.
Toma banho todo dia? Claaaro, né?!
Gostava da escola? Melhor que ficar em casa.
Quer se casar? Ele é um sem noção.
Acredita em si mesmo? Sim.
Você se dá bem com seus pais? Se os tivesse.
Gosta de tempestades? Não. Adultos também têm medo de trovão.
Bebeu álcool? Não. Pelo menos ainda não...
Comeu demais? Quando estou ansiosa, sim.
Foi ao shopping? Hoje não.
Subiu ao palco? Sim.
Coleciona alguma coisa? Livros, micos, desculpas esfarrapadas, pulseiras e se sobrar um espaço, sapatos.
Pior mico? Dançar Ragatanga em uma festa escolar e tropeçar no palco ao fim da apresentação.
Levou um fora? Não te interessa.
Fez biscoitos caseiros? Sou um desastre na cozinha, deixo que a Fernanda fique com o dom da culinária, porque eu, francamente, não disponho. Talvez eu sirva pra lavar a louça porque levo a sério aquela regra de ouro de que quem cozinha não lava a louça.
Pintou o cabelo? Sim.
Animal de estimação? No momento não.
Roubou algo? Só beijos.
Já tomou um porre? Sim.
Já apanhou? Claro...
Já bateu? Sim.
Número de filhos? Quantos conseguir ter.
Como você quer morrer? De amor...
Piercings? Um escondidinho na orelha direita.
Tatuagens? Uma estrela na canela.
Ambição impossível? Ter minha mãe de volta.
Quantas vezes seu nome apareceu em jornal? Muitas, especialmente quando eu estava atuando como Judy Pankekinha.
Cicatrizes no corpo? Algumas e outras no coração, né? Amores bandidos, pessoas falsas...
Do que você se arrepende de ter feito? Tanta coisa...
Quais são suas cores favoritas? Preto, azul, alaranjado, vermelho.
Talento ou habilidade? Acho que é escrever e fazer piada com a própria desgraça.
Uma inabilidade? Como eu sempre repito, é cozinhar.
Uma saudade? UMA? Ah... Infância, com certeza.
Qual é a sua maior qualidade? Persistência.
Qual seu maior defeito? Barraqueira, acreditar demais...
Qual é a característica mais importante em um homem? Fidelidade.
E em uma mulher? Humildade. Não consigo ser amiga de alguém cujo ego não cabe no recinto.
Qual é a sua ideia de felicidade? Nunca mais precisar fazer dietas.
E o que seria a maior das tragédias? Perder meus amigos.
Quem você gostaria de ser se não fosse você mesma? Queria ser doce como minha amiguinha May.
E onde gostaria de viver? Em qualquer lugar desde que fosse ao lado de certo baixinho sem noção que me irrita, canta mal pra caralho, mas eu amo e pra sempre...
E o seu desenho animado? Tom & Jerry, Mickey Mouse & Friends, Os Jetsons, The Flintstones, Manda Chuva... Eu adoro desenhos antigões.
Programa de TV? Toda Poderosa News.
Quais são os seus escritores preferidos? Tantos...
E seus cantores e / ou grupos musicais? Toni Braxton, Madonna, Capital Inicial, Duran Duran...
Qual sua viagem preferida? Toda viagem que faço marca de um jeito especial porque apesar dos micos, de alguns aborrecimentos, eu volto renovada e cheia de ideias.
Quem você jogaria num buraco cheio de cobras e enterraria? Muita gente. Alguns já foram enterrados.
Quem você levaria para uma ilha deserta? Ele é baixinho, usa paletó branco com gravata borboleta vermelha, pensa que canta...
Está namorando? Vamos mudar de assunto...
Acredita em amor a primeira vista? SIIIIIIIM. Vivi um. :D
E em amor virtual? C-I-L-A-D-A.
Amor platônico? Vivi alguns.
Ficar ou namorar? Ficar com quem eu namoro.
Sexo sem compromisso? Chega de moralismo, né? Todo mundo critica, mas faz.
Qual sua maior extravagância? Ser eu mesma. O mundo quer revolução, mas não está pronto para mentes pensantes e ousadia. Alguns acham que ser diferente é o mesmo que ser ridículo...
Qual é o lema de sua vida? Você pode, você suporta. Os sonhos sempre valem mais.
Qual a frase que você usa quando está deprê? Por Deus, eu devo ter jogado truco na mesa da Santa Ceia!
Se pudesse salvar apenas um objeto de um incêndio, qual seria? Laptop.
Qual o defeito mais fácil de perdoar? Sei lá... Depende da ocasião.
Tem medo da morte? Admito que tenho mais medo de perder quem amo antes de ir.
Quais dons você gostaria de possuir? Telepatia.
Quem é seu personagem de ficção favorito? Judy Pankekinha. Com ela eu aprendi a ser mulher.
O que te faz feliz instantaneamente? Chocolate.
Onde e quando foi mais feliz? Quando voltei para Guaratuba.
O primeiro beijo? Aos 12, com aquele merda do Figueira Antares. Tenebroso.
Primeiro amor? Gustavo, infelizmente.
Já foi traído (a)? Já.
Já se declarou para alguém? Siiim.
Já partiu um coração? Já.
Já teve seu coração partido? Já.
Já perdeu alguém muito especial? Siiiiim.
Já escreveu um poema/canção/livro? Só não tive um filho nem plantei uma árvore, mas se importar, eu plantava bananeiras quando era criança.
Uma atividade física? Dormir... Brincadeirinha, tento frequentar a academia com certa regularidade, pois sendo amiga dos doces, não posso me descuidar.
Dia ou Noite? Noite.
Estação do ano? Verão.
Calor ou frio? Calor.
Natal ou Ano Novo? Ano Novo. Natal me deixa depressiva.
Orkut ou facebook? No Orkut eu era 100% legal, confiável e sexy e no facebook eu não recebo nenhum depoimento, somente solicitações para joguinhos, mas larguei mão do Candy Crush, fiquei viciada.
Gasta mais dinheiro com... Roupas, livros, viagens, cosméticos...
O que faria em nome da vaidade? Algumas dietas, talvez.
O que não faria? Mexer na cara. Ta aí algo que eu sou contra.
Uma mania? Falar sozinha, dentre as mais possíveis de serem ditas.
Um vício... Beijar... e brigadeiro...
Os astronautas pousaram mesmo na Lua ou foi tudo armação? Se eles foram mesmo à Lua, estão devendo algumas respostinha aos meros e questionadores mortais. Pouco sei e ansiedade pelo saber me faz ter vontade de sair mundo afora para saber como nasceu o amor, por que as pessoas especiais se vão, se algum ainda vamos poder morar fora da Terra... Eu adoraria... Tô cheia dessa hipocrisia toda. *momento filosofia*
Deus... A perfeição.
Amor... TUDO.
Violência... Recorre aos punhos quem não sabe responder com a razão.
Bullying... O mal da humanidade.
Família... A base de tudo.
Amigos... Antes um verdadeiro inimigo a centenas de bajuladores.
Carreira... Estou caminhando.
Se você ganhasse na Mega Sena, o que faria com a bolada de dinheiro? Tudo que sempre tive vontade e nunca pude. Clichê, mas sensato.
O que você tem no bolso? Alguns trocados.
Falta energia e você não tem um gerador. Isso quer dizer nenhum eletrônico: computador, TV, vídeo, aparelho de som, etc. O que você faz para se manter aquecido, contente e entretido? Se eu tiver certo sagui bem pertinho, estou bem entretida.
O que você jamais comeria? Sei lá...
Quanto tempo de TV você assiste por dia? O suficiente.
Fale sobre um filme ou programa de TV obscuro e diga por que deveríamos assisti-lo? Toda Poderosa News. Se você não ver Abel Santiago com seu terninho branco batendo no joelho, não terá um bom dia.
Fale sobre uma banda ou talento musical obscuro e diga por que deveríamos ouvi-lo. Só ouço coisa boa, modéstia à parte.
Se tivesse que escolher, você preferia estar com muito frio ou com muito calor? Muito frio porque assim teria um bom motivo para abraçar alguém.
Um dia haverá um evento em sua vida tão grande que lhe arrancará da obscuridade e fará seu nome conhecido em todo mundo. Especule sobre o que vai lhe trazer seus 15 minutos de fama? Eu já o fiz: fui atriz pornô.
Qual seria a sua última refeição se você estivesse no corredor da morte? Qualquer coisa com leite condensado.
Qual sua lembrança mais antiga? Mamãe cantando Carpenters para mim.
Se você tivesse direito a 3 desejos, qual seria o terceiro? Segredo.
Qual seu vegetal favorito? Gosto de tantos.
O que você queria ser quando era criança? Astronauta.
Qual o seu time, e por quê? Nenhum.
Qual sua canção favorita no momento? Dove – Moony.
Música que não pode faltar na sua playlist? Superstar - The Carpenters. Posso ver mamãe quando ouço essa canção. Era sua preferida.
Quando criança, quais eram o seu brinquedo, livro, programa de TV e personagem de desenho animado favorito? Minha boneca de pano Elvira, um livro cheio de contos o qual nem lembro o nome porque Eleonora jogou fora; Sítio do Pica-Pau Amarelo e o Popeye.
Se você pudesse roubar algo, certo de que não seria pego, o que seria? Roubaria um beijo.
Se você pudesse vandalizar algo sem medo de ser pego, o que seria? Iria depredar o carro dele novamente.
Existe algum assunto do qual você sabe mais do que qualquer pessoa que você conheça pessoalmente? Não, pois sempre tem alguém que sabe mais do que eu.
Você testemunhou contra a Máfia e tem que deixar o país. Onde você iria para começar sua nova vida, e que carreira iria tentar? Se eu contar morro, certo?
De quais eventos olímpicos você gosta mais? Vôlei.
Se você pudesse incluir ou criar um novo esporte olímpico, qual seria? Depredamento de carros dos cafajestes. Quem concorda, retuíta.
O que você está ouvindo neste momento? Let it flow - Toni Braxton.
Qual foi a última coisa que você comeu? Uma embalagem inteira de sorvete de doce de leite. Se você tivesse me perguntado antes eu poderia te oferecer um punhado.
Primeira coisa que você nota no sexo oposto? Os olhos.
Bebida favorita? Café.
Bebida alcoólica favorita? Piña Colada.
Você usa óculos ou lentes de contato? Não.
Irmãs ou irmãos? Nenhum, mas de consideração tenho 2: Fernanda e Mayra, minhas eternas crianças.
Mês favorito? Dezembro, apesar da infame nostalgia que me derruba.
Comida favorita? Pizza.
Último filme a que assistiu no cinema? Seria melhor ir ver o filme do Pelé. Brincadeira... Eu não lembro.
Você consegue tocar seu nariz com sua língua? Não.
Você tentou tocar o seu nariz com a língua? (sim).
Qual a primeira coisa em que você pensa quando acorda pela manhã? Em alguém...
Como é o seu wallpaper? Uma foto minha, oras.
Sugira algo para ler, algo para assistir? Leia <3 Confissões de Laly <3 . Para não transformar as páginas dos outros em spam, divulgamos no nosso espaço... A menos aparecemos no google. \o/
O que lhe irrita acima de tudo? Arrogância, cinismo, prepotência, oportunismo, falsidade, inveja.
O que você faz e que deixa as pessoas irritadas? Sou eu mesma. Isso incomoda.
Nasceu em que dia da semana? Terça-feira.
Ator favorito? Ramon Valdés, o intérprete do eterno Seu Madruga. Já passei dos 30, sou uma típica adulta da geração Chaves, emocionada quando o Madruga paga o aluguel e a galera toda vai para Acapulco. Seria difícil mencionar somente o Don Ramon porque ali todos eram perfeitos juntos, tinham uma sintonia incrível, mágica, algo que até mesmo as novas gerações (alguns) curtem. Para mim o Madruga, claro, é o meu preferido porque ele teria tudo para passar despercebido na série e no fim roubou a cena, tornando-se um incontestável ícone, aquela pessoa que nem de longe é perfeita, mas simplesmente a amamos com todos os defeitos e trejeitos e ah, ele é pai da glamourosa Chiquinha, sem me esquecer dela.
Também valorizo o trabalho de muitos outros atores, porém hoje em dia a profissão está sendo banalizada, assim como a de jornalista. Qualquer blogueira de bosta acha que postar futilidade, tipo 'tal celebridade de 5a arrumou novo namorado', o corte de cabelo da fulana ou tenta falar bonito, mas ao mesmo tempo, não diz nada que acrescente, nada que seja relevante, útil, interessante. Isso NÃO é ser jornalista. Jornalismo NÃO se restringe ao glamour da bancada.
Escritora é outra profissão mal remunerada. O original é refutado. Filha, escrever não é agrupar palavras em documentos. Tem que ter sentido, coerência e originalidade, caso contrário nem se atreva. Escrever não é roubar ideias dos outros autores, plágio é crime. Nossa, era para falar de atores e eu já estou descendo lenha na inversão de valores...
Show inesquecível? Um de house music. Piramos um monte.
Passeio perfeito... Qualquer um que eu não me aborreça.
Instrumentos que toca? Nenhum, mas ainda quero aprender a tocar violão ou piano. Eu falo, falo, mas nunca cumpro nada...
Internação em hospital? Braço quebrado e outras mais. Você é do FBI?
Religião? Nasci, fui batizada na religião católica, fiz catequese, crisma e acredito em Deus, mas tenho minhas divagações, minhas contestações e vejo muita gente religiosa usando o nome de Jesus Cristo para disseminar o ódio desmedido e enriquecer distorcendo as palavras da Bíblia.
Qual seu aparelho eletrônico favorito? Notebook.
E qual aparelho você gostaria de ter? Iphone new generation.
Faltou a clássica:
Você é virgem? Não, sou de Capricórnio! =P

Espero que vocês tenham gostado dessa entrevista com a Lalinha e aproveitem as perguntas para adaptá-las e se divertirem muito.


Por favor, compartilhe!

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

9 comentários :

Scroll to top